To Be Geek, um mundo para geeks
Facebook To Be Geek Twitter To Be Geek Google Plus To Be Geek Feed To Be Geek

Conceito de portas seriais e paralelas

Postado por Frede Mandu em 04/fev/2015 - Sem Comentários

Apesar serem usadas a um bom tempo, poucos hoje em dia conhecem, usam ou até mesmo entendem o conceito e as diferenças entre portas seriais, paralelas e a evolução dessas tecnologias. Mas o que são portas seriais e paralelas ?

Portas Paralelas

A interface paralela transmite vários bits de uma única vez, geralmente mais de 8 bits(equivalente a 1byte) a cada clock e com isso há a necessidade de um boa quantidade de fios. Apesar de parecer bom e realmente foi uma excelente ideia quando o padrão foi criado, com o passar dos anos veio a necessidade de se aumentar a taxa de transmissão, e a alternativa mais óbvia seria aumentar o clock por segundo, o problema é que quanto maior o clock mais interferência um cabo irá gerar no próximo, limitando essa tecnologia. Mesmo em tecnologias derivadas do método paralelo como o padrão Pata (Paralelo Ata), usados em HDs e Cd-Roms IDEs  e que conseguiam altas taxas de transmissão, ainda sim foi posteriormente substituído pelo padrão Sata (Serial Ata) que se mostrava mais eficaz.

DB25 femea - conceito de porta paralela e seriais

 

Portas Seriais

Na interface serial os bits são transferidos em fila, um por vez e apesar de parecer um método ineficaz, é ai que está o trunfo. Por causa dos dados serem transferido bit a bit (em fila), isso faz com que haja uma menor interferência de ruídos, pois são necessário poucos cabos, geralmente dois ou mais para transmitir e dois ou mais para receber ( na maioria das conexões seriais),  gerando uma menor interferência ou ruído, podendo chegar a um clock (ciclos)alto, levando a taxas de transferências igualmente altas. Antigamente quando os clocks eram baixos as portas paralelas assim como o método de transmissão paralela levavam uma grande vantagem sobre o método serial, mudando de figura nas tecnologias posteriores derivados do método serial, como o padrão USB, Sata, dentre outros que chegam á um clock elevado, e diferente do método paralelo que sofria interferência o método serial não se limita tanto.porta serial

 

 

Antigamente as portas paralelas em PCs eram largamente usadas para conectar diversos aparelhos como impressoras, scanners, dentre vários outros periféricos assim como as portas seriais, mas com o passar dos anos ambas foram esquecidas graças as novas tecnologias como as portas USB (Universal Serial Bus) e Conexão Sata (Serial Ata), dentre outras. A maioria dessas tecnologias tem o principio de comunicação em série (serial) como base, me atrevendo a entender como uma evolução do conceito da “porta serial”.

 

Leia mais em:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Frederson Mandu de Oliveira é Tec. em Adm, fundador e blogueiro do blog To Be Geek, está cursando o quarto semestre do curso Superior em "Tecnologia em Analise e Desenvolvimento de Sistemas", é aficionado em tudo relacionado a tecnologia, tendências, games, HQs, mangás ao qual dedica um pouco de seu tempo pra cada coisa, e muito pra nada!

Deixe uma resposta