To Be Geek, um mundo para geeks
Facebook To Be Geek Twitter To Be Geek Google Plus To Be Geek Feed To Be Geek

Como personalizar o Ubuntu

Postado por Frede Mandu em 02/jul/2014 - Sem Comentários

[Aviso] Esse Tutorial foi testado na versão Ubuntu 14.04, por esse motivo pode haver diferenças em versões anteriores ou posteriores a essa.

Como personalizar o visual do Ubuntu

O Ubuntu é uma distro realmente mutável, podendo ser modificada facilmente, mesmo possuindo um visual bem agradável e bonito. Mas caso o visual padrão não lhe agrade ou ache que falta algo, existem algumas opções de modificações e personalizações que podem ser convenientes.

Algumas aplicações ou complementos podem ser muito úteis nas modificações do Ubuntu, dentre eles temos: Cairo Dock, Screenlets, CCSM(gestor do compiz), Tweaks, além da possibilidade de instalação de temas(disponíveis em vários sites).

 

 

Cairo Dock

Cairo Dock é uma barra de ferramenta muito pratica e visualmente agradável, é personalizável e pode ser iniciada com sistema facilmente.

cairo-dock

Como Instalar o Cairo Dock

A instalação do Cairo Dock pode ser feita de diversas formas, dentre elas pelo terminal ou pela Central de Programas Ubuntu

Terminal

Abra o terminal e digite:

 sudo add-apt-repository ppa:cairo-dock-team/ppa

sudo apt-get update

sudo apt-get install cairo-dock

Após isso o Cairo Dock ja estará instalado!

 

Central de Programas Ubuntu

Abra a Central de Programas Ubuntu e no campo de busca procure por Cairo Dock, seleccione-o e clique em instalar, pronto!

Como inicializar o Cairo Dock junto com Ubuntu?

Abra o aplicativos de sessão, clique em Adicionar

aplicativodessesao

No campo Nome preencha cairo dock, no campo Comando preencha também como cairo dock e clique em Adicionar.

appdeassesao

Unity Tweak Tool

É uma ferramenta que permite modificações mais expressivas, como alterações da barra do Unity e seu comportamento, além de modificações na aparência e do sistema.

Personalizar o Ubuntu - ferramentas de ajuste do unity

Como instalar o Unity Tweak Tool

Terminal

sudo apt-get install unity-tweak-tool

Central de programas Ubuntu

Vá na caixa de pesquise e digite ferramenta de ajustes do unity, selecione e  clique em instalar

 

Ubuntu Tweak

Assim como o Unity Tweak Tool o Ubuntu Tweak é também uma ferramenta de modificações muito útil, possuindo diversas funcionalidades, desde alterações no visual até alterações mais significativas no sistema inteiro.

personlisar o ubuntu  com Ubuntu Tweal

Como instalar o Ubuntu Tweak

Terminal

sudo add-apt-repository ppa:tualatrix/ppa

sudo apt-get update

sudo apt-get install ubuntu-tweak

 

Central de programas Ubuntu

Procure por Ubuntu Tweak, selecione e clique em instalar.

Screenlets

O Screenlets permite colocar widgets em diversos cantos da tela, ele pode ser customizados e existem diversos widgets disponíveis para download, que agregam não só valor visual como em funcionalidades.

Comop personalizar o Ubuntu - Screenlets

 

Como instalar o Screenlets

A instalação do Screenlets segue pelo terminal ou pela central de programas Ubuntu

Terminal

Abra um terminal e digite:

sudo apt-get install screenlets

 

Central de programas Ubuntu

Abra a central e digite Screenlets no campo de busca e clique em instalar.

 

Como inicializar Screenlets junto com o sistema

 

Compiz

Para ativar o compiz, instale o CCSM, altere sua configurações conforme achar necessário. Cada menu dispõe de funcionalidades diversificadas e algumas realmente muito atraentes.

mudando o visual do Ubuntu (compiz)Ccsm2

Como ativar o compiz – instalando CCSM

Como já dito, instale o CCSM e faça as alterações que julgue necessárias ou simplesmente atraentes; e o compiz já estará funcionando normalmente. Para instalar o CCSM existem dois modos, pelo terminal e pela central de programas Ubuntu.

Terminal

Abra um terminal e digite:

sudo apt-get install compizconfig-settings-manager

 

Central de programas Ubuntu

Abra a central e digite gerenciador de configurações do compiz no campo de busca e clique em instalar.

 

Caso necessite de uma explicação mais detalhada sobre o Compiz e como ativa-lo, veja Como Ativar Os Efeitos Do Compiz.

 

Em breve a continuação de “como personalizar o Ubuntu“!

Como recuperar o boot do Grub

Postado por Frede Mandu em 15/jun/2014 - Sem Comentários

Grub

O Grub é um dos gerenciadores de boot mais utilizados e com ótimos recursos, podendo até ser customizado(Como Adicionar Plano de Fundo No Grub),  ele também consegue reconhecer diversos sistemas desde versões Linux, Windows, dentre outros, mas muitas  vezes esse gerenciador é substituído por outro, geralmente após formatar a unidade referente ao Windows e reinstala-lo ou instalar uma outra versão do  Windows, o grub é perdido (substituído pelo gerenciador de boot padrão do Windows) e depois apenas o sistemas Windows são reconhecidos e iniciados. Para recuperar o grub basta apenas um live-cd do Ubuntu e abrir um terminal.

usando o terminal para recuperar o grub

 

Como recuperar o grub?

Alguns chegam ao ponto drástico de reinstalar o Ubuntu (ou qualquer outro sistema Linux que use o grub), mas o método mais pratico seria a tentativa de reinstalar o grub.

 

Recuperando o Grub?

Para isso você precisa ter a mesma versão do Ubuntu que esta instalado ou talvez uma  mais recente ( no meu caso recuperei com um versão acima )

 

Dê Boot no Live CD do Ubuntu

Abra um terminal

Liste todas as partições do HD para saber qual é a referente ao Linux (Ubuntu) para isso use o seguinte comando

sudo fdisk -l

Após descobrir qual a partição referente ao Linux monte-a com o seguinte comando  ( lembrando que sda6 dever ser substituído pelo nome da partição correspondente a do Linux )

sudo mount /dev/sda6 /mnt

Após isso monte o resto dos dispositivos com o seguintes comandos:

sudo mount –bind /dev /mnt/dev

e logo após

sudo chroot /mnt

update-grub

Agora reinstale o grub na memoria mbr com o seguinte comando:

sudo grub-install /dev/sda

Se o comando anterior apresentar erros  use o seguinte:

sudo grub-install –recheck /dev/sda 

Pressione control + D para sair do chroot.

Desmonte os dispositivos com o seguinte comando:

 sudo umount /mnt/dev

Após isso reinicie o pc, caso na lista do grub não esteja mais o Windows Seven, XP ou qualquer outro sistema além do Ubuntu,
é  só iniciar o Ubuntu normalmente, abrir um terminal e digitar:

sudo update-grub

 

Feito os passos acima terá concluído a recuperação do Grub!

Comandos do terminal Linux – básico parte 1

Postado por Frede Mandu em 01/fev/2014 - Sem Comentários

Terminal Linux, Linux Console, dentre outros nomes é dado ao dispositivo (software) que interage entre o usuário e o kernel do sistema, enviando e recebendo informações ao kernel que o processa. Para entrar no terminal no sistema Ubuntu, aperte ALT+F2 e digite gnome-terminal e aperte enter. Um programa igual ao de baixo irá aparecer. Comando do linux básico parte 1 Importante: No Linux há diferença entre “caixa baixa” e “CAIXA ALTA”, por isso lembre-se que linux e LINUX, são duas coisas distintas, em todo comando atente-se na diferença entre as duas formas de escrita.

 

Nesse tutorial será mostrado diversos comandos básicos do Linux (terminal), com finalidade de sanar algumas duvidas ou até mesmo expandir o conhecimento daqueles mais leigos. Esse é 1 de uma série de posts relacionados, em breve terá outros posts complementares sobre comandos do terminal Linux, aguarde! 😉

 

Diretórios e Arquivos

Comando cd

Comando responsável pela navegação entre diretórios pelo terminal. Veja os exemplos abaixo:

cd $HOME/Desktop

cd $HOME/Desktop redireciona o terminal para o Desktop ( cd = redireciona o terminal para o diretório indicado a sua frente e $HOME/Desktop indica o diretório )”

cd ..

Em cd .. o terminal sobe um diretorio (se o terminal estivesse apontado para $HOME/Imagens por exemplo, quando usado o comando apontaria o teminal $HOME/, subindo um diretorio)

ls

o comando ls Lista todos os arquivos no diretório em que o terminal esta apontado ou no diretório descrito a sua frente, exemplo:

ls

ou

ls $HOME/Imagens

 

cp

Copia um arquivo ou arquivos da pasta em que o terminal esta direcionado, e cola na pasta descrita a frente que sera o local onde você desejar colar o arquivo (foto_niver.png é só um exemplo)

cp foto_niver.png $HOME/Imagens

No modo acima o terminal deve estar apontado para a pasta onde a imagem se encontra. outro modo seria

cp $HOME/foto_niver.png $HOME/Imagens/

Em que cp é o comando e $HOME/foto_niver.png seria a imagem(local + o nome da imagem e extensão), já $HOME/Imagens/ é o local onde a imagem será copiada. No modo acima o terminal não precisa estar apontado para a pasta onde a imagem se encontra, já que ela está indicada a frente do comando. Sempre que usar “*.extensão” o comando afetara todos os arquivos com aquela extensão, exemplo: *.png, *.jpg, *.txt, etc… também pode-se usar dessa forma:

cp *.png $HOME/Imagens/   

No modo acima o terminal deve estar apontado para o local onde se encontra a imagem, ou

cp $HOME/*.png $HOME/Imagens/

No modo acima o terminal não necessita estar apontado para o local onde se encontra a imagem, pois o mesmo esta descrito no comando. Em ambos os modos são copiados todas as imagens com extensão png para a pasta designada.

mv

mv é comando muito parecido com o cp, só que em vez de copiar ele move os arquivos, sua sintaxe é parecida com a cp e pode-se usar do mesmo modo, veja os exemplo abaixo:

mv foto_niver.png $HOME/Imagens

 Move o arquivo foto_niver.png, que esta na pasta em que o terminal esta apontado para a pasta descrita a frente ($HOME/Imagens)

mv $HOME/foto_niver.png $HOME/Imagens/

 

mv *.png $HOME/Imagens/

 

mv $HOME/*.png $HOME/Imagens/

 mkdir

Esse comando é responsável por criar diretórios vazios, exemplo:

mkdir nova_pasta

O comando acima irá criar uma pasta com o nome “nova_pasta”

rm

Comando responsável por remover arquivos. Sua sintaxe também é parecida com o comando cp, exemplo:

rm arquivo.jpg

rm arquivo.jpg, em que o ” arquivo.jpg” refere-se ao arquivo que será deletado, lembrando que o terminal deve estar previamente apontado para a pasta onde o arquivo se encontra

rm $HOME/arquivo.jpg

Em rm $HOME/arquivo.jpg o terminal não necessita ser apontado previamente para pasta onde o arquivo se encontra, pois $HOME/arquivo.jpg refere-se ao local + nome do arquivo que será deletado

rm *.jpg

Em rm *.jpg o comando excluirá todo arquivo que se encontra no local em que o terminal esta apontado com extensão .jpg

rm $HOME/*.jpg

Em rm $HOME/*.jpg o comando excluirá todo arquivo que se encontra no local descrito com extensão .jpg Obs. caso queira deletar um diretório não vazio (deletar também todos os arquivos dentro) com o comando rm acrescente a referencia -r a sua frente exemplo:

rm -r nomedapasta

rmdir

Esse comando tem como função excluir um diretório vazio, exemplo:

rmdir nova_pasta

O comando acima excluirá a pasta com nome “nova_pasta”

Privilégios

sudo

sudo lhe dá privilégios de root, precisa de autenticação da sua senha (é necessária a sua senha de usuário ). Pode ser usado quando se necessita executar algum aplicativo ou comando com privilégios de root, exemplo: sudo nome_do_programa , veja mais exemplos abaixo:

sudo cp foto.jpg $HOME

sudo rm foto.jpg

sudo gedit

 

su

Entra como usuário root, precisa da autenticação da senha do root (é necessário a senha do root), exemplo

su

ou

sudo su

No método acima você usa o comando sudo antes do su, para entrar como usuário root com a sua senha(não é a mesma do root, é a senha do seu usuário)

chmod

Comando que altera as permissões de arquivos e pastas, consiste no comando chmod mais três números de permissão, sendo o primeiro referente ao proprietário do arquivo, o segundo ao grupo que ele pertence e terceiro ao restante, exemplo: chmod 777 nomedoarquivo

 

Tipos de permissões:

0- sem permissão

1 – permissão somente de execução

2 – permissão somente de escrita

3 – permissão de escrita e execução

4 – permissão somente de leitura

5 – permissão de leitura e execução

6 – permissão de leitura e escrita

7 – permissão de leitura, escrita e execução

 

Veja, o exemplo abaixo altera as permissões do arquivo “programa” para “permissão de leitura, escrita e execução” para o dono do arquivo e “permissão de leitura e execução” para o grupo em que ele está e os demais usuários( 755 ):

chmod 755 programa

Como ativar os efeitos do Compiz

Postado por Frede Mandu em 09/jan/2014 - Sem Comentários

Compiz é um gerenciador de janelas em 3D que consistem em um conjunto de efeitos especiais para o ambiente gráfico. Para usar esse efeitos é necessario apenas ter uma placa de vídeo com suporte a aceleração grafica 3D, ter instalado o compiz e ativar os efeitos visuais. Veja como ativar os efeitos do compiz usando o gerenciador de configurações do compiz.

Como ativar os efeitos do compiz ?

Primeiramente instale  o painel de controle do compiz (compizconfig – settings – manager), para que assim possa escolher a melhor configuração visual que o compiz pode oferecer.
Para instalar esse painel primeiramente abra um terminalr:

Para abrir o terminal aperte ALT + F2 e escreva gnome-terminal e confirme
Alt +F2 gnome-terminal

Aberto o terminal digite:

sudo apt-get install compizconfig-settings-manager

Confirme com um Enter

logo após sera pedido a senha de usuário, digite-a (não se preocupe, pois a senha não aparece no terminal), digitado a senha é só apertar Enter para confirmar e logo começara a instalação.terminal

Depois de instalado é só configura-lo, para isso vá em: Ferramente de Sistema > Preferências > Gerenciador de configuração do Compiz

ou abra o terminal e digite:

ccsm

ccsm

Confirme com um Enter e logo abrira o gerenciador de configuração do compiz igual ao da imagem abaixo.

Ccsm2 - como ativar os efeitos do compiz
Tem vários efeitos interessantes e é muito simples de configurar, bastando marcar os efeitos que desejar e os valores.

 

Gestor Simples de Configuração do Compiz

Os efeitos mais atraentes(efeitos extras) como janela pegando fogo(burn), dobrando a janela em estilo avião, etc…  são ativados com Gestor Simples de Configuração Do Compiz, infelizmente nas versões mais atuais do Ubuntu (com Unity) o Gestor Simples Configuração do Compiz não é compatível, por isso nem é possível instala-lo (pelo menos aqui não obtive sucesso).

Mas caso esteja usando um versão mais antiga do Ubuntu ou outra distro baseada no Debian você pode “tentar” instalar pelo terminal.
Para tentar instalar, abra o terminal e digite:
sudo apt-get install simple-ccsm

 

Instalado o gestor Simple  CCSM, abra ele em:
Sistema > Preferências > Gestor Simples de Configuração do Compiz, após isso vá na aba ANIMAÇÕES e marque em  ACTIVAR ANIMAÇÕES EXTRAS e clique em fechar (funcionou normalmente quando instalei no Ubuntu 9.04)

Como adicionar plano de fundo no Grub

Postado por Frede Mandu em 21/dez/2013 - Sem Comentários

Nesse tutorial mostrarei como inserir plano de fundo no grub 2 e grub 1.99, foi testado no Ubuntu 9.10 (para grub 2) e Ubuntu 13.04 (para grub 1.99), por isso não tem como saber ao certo como o grub irá se comportar em outras versões e em alguns casos nem mesmo nessas respectivas versões, então tome cuidado!!

Grub 2

Pois muito bem!, a partir da versão do Ubuntu 9.10 o gerenciador de BOOT grub foi mudado para a versão 2 e uma das mais novas funcionalidades desse gerenciador é o fato que ele pode ser customizado.

 

Como adicionar plano de fundo No Grub 2?

Sendo mais objetivo possível o procedimento é seguinte:
Será criado um diretório grub dentro da pasta

/usr/sahre/images/

ficando

/usr/share/images/grub

Copia-se uma imagem com resolução 640 x 480 no formato .tga para esse diretório
Após isso, adiciona-se o diretório e o nome do da foto ao arquivo 05_debian_theme que se encontra no diretório /etc/grub.d/

Então vamos por partes!!

escolha uma imagem na resolução 640 x 480 e converta ela para .tga e jogue a imagem na pasta pessoal.

abra um terminal crie o diretório grub na pasta “/usr/share/images” , você pode fazer isso abrindo um terminal e digitando

cd /usr/share/images/
sudo mkdir grub

( vai pedir a senha do usuário )

terminal-0

Após isso vai ficar assim o diretório usr/share/images/grub

 ainda no terminal digite

cd /home/usuario/Imagens

(substitua usuário pelo seu nome de usuário)

ou

cd $HOME/Imagens

terminal-1
Para que o terminal fique apontado para pasta pessoal onde esta a imagem.tga

  digite:

sudo cp nomedaimagem.tga /usr/share/images/grub

terminal-2

“”lembre-se nomedaimagem.tga é na verdade o nome da foto que você escolheu, você vai substituir conforme o nome que você nomeou a imagem””

Feito isso a imagem já estará copiada no diretório correto.

Ainda no terminal digite:

sudo gedit /etc/grub.d/05_debian_theme

terminal-4

Irá abrir o editor de texto gedit

  Procure a linha referente:

for i in {/boot/grub,/usr/share/images/desktop-base}/moreblue-orbit-grub.{png,tga} ; do

entre os { } esta o diretório que o grub vai procurar as imagens de fundo
vamos então acrescentar o diretório /usr/share/images/grub
 ficando assim :

for i in {/boot/grub,/usr/share/images/desktop-base,/usr/share/images/grub}/moreblue-orbit-grub.{png,tga} ; do

“” Note como ficou após acrescentado o endereço da pasta “”


Após os inserir o endereço da pasta nos{}, insira o nome da imagem após }/  substituindo moreblue-orbit-grub pelo nome da sua imagem sem o .tga

Ficando assim :

for i in {/boot/grub,/usr/share/images/desktop-base,/usr/share/images/grub}/nomedaimagem.{png,tga} ; do

salve o arquivo e feche o gedit.

10º Ainda no terminal digite

sudo update-grub

terminal como adicionar plano de fundo no grub

Pronto!! 🙂

 

Grub 1.99

Como adicionar plano de fundo No Grub 1.99?

No grub 1.99 é bem mais simples ainda, basta acrescentar a linha GRUB_BACKGROUND=/diretorio/nomedaimg.tga no arquivo /etc/default/grub

Para isso basta abrir um terminal e digitar:

sudo gedit /etc/default/grub

 

terminal-7

Cole o seguinte código na ultima linha, como na imagem.

GRUB_BACKGROUND=/diretorio/nomedaimg.tga

terminal-9

Lembrando que /diretorio/nomedaimg.tga é o local onde se encontra a sua imagem no formato tga

Salve o arquivo e digite no terminal:

sudo update-grub

Pronto!!