To Be Geek, um mundo para geeks
Facebook To Be Geek Twitter To Be Geek Google Plus To Be Geek Feed To Be Geek

Túnel do tempo, tecnologias que quase não vemos mais!

Postado por Frede Mandu em 09/fev/2016 - Sem Comentários

Apesar de muita coisa ter mudado ao longo dos anos, varias delas evoluíram para o que temos hoje. Claramente quando algo evolui, seu antecessor deixa de existir, ou quase isso!

Em um passado, até não muito distante, essas tecnologias foram consideradas o que havia de mais moderno. Hoje são consideradas obsoletas, mesmo assim tem aquele charme que não sabemos explicar, talvez seja por causa do sentimento de nostalgia.

Veja a lista de tecnologias que quase não vemos mais hoje em dia.

Tecnologias que quase não vemos mais

Algumas até vemos, porém com menor frequência do que antes, outras já estão quase extintas.

Videocassete

VCR ou videocassete como era conhecido, foi um dispositivo capaz de gravar e reproduzir vídeos, estes por sua vez eram gravados em uma fita magnética. Teve certa popularidade no Brasil lá pela década de 80/90, sendo substituído aos poucos pelos DVD players nos anos seguintes.videocassete, hoje substituido pelo DVD e Bluray

Toca fitas

Já que existia o videocassete pra quem curtia filmes, antes disso já existia os toca fitas pra quem curtia música. Com a popularização das fitas magnéticas no mundo da tecnologia, as fitas que antes eram usadas para gravar informações analógicas, para depois serem analisadas, agora eram usadas para gravar músicas.

Logo que as empresas perceberam o seu potencial, e as fitas se popularizaram, seu principal uso foi focado para divulgação de áudio.radio toca fitas antigo

Vitrola e os discos de vinil

Apesar do disco de vinil ainda estar em alta dentre alguns públicos de apaixonados por música, ela já foi mais popular. Criado na década de 40, o vinil ou LP, foi o sucessor dos disco de goma-laca, trazendo um novo meio de reproduzir áudio mais fielmente.

Até hoje ainda usam o vinil, seja por sua qualidade sonora, que para alguns é inquestionável, ou pelo simples sentimento de nostalgia!a vitrola e o disco de vinil, ambas tecnologias antigas que persistem

Maquina de escrever

Em 1880 as maquinas de escrever começaram a serem integradas no mundo corporativo, e depois disso se popularizaram cada vez mais. Sua popularidade se consolidou por anos, tendo sua decaída nos anos de 1990, com o advento da era da informática.maquina de escrever antiga, hoje não se mais dessas

Disquete

Até não muito tempo atrás, o disquete era umas das formas mais convencionais de se armazenar ou transportar documentos e arquivos de um computador, hoje tal tecnologia se torna obsoleta, só pra se ter uma ideia um disquete comum (salvo outras exceções) tinha em torno de 1,44 MB, um CD por exemplo tem quase 500 vezes mais capacidade que isso, e um DVD comum tem mais de 2700 vezes a capacidade desse mesmo disquete, não é realmente impressionante ?

Hoje os disquetes estão quase extintos, até mesmo seus sucessores, o CD e o DVD são hoje mídias ameaçadas.

disquetes, tecnologia que nao vemos mais

Essas são algumas das tecnologias que desapareceram ao longo do tempo ou que simplesmente foram substituídas por versões mais modernas. A cada passo deixamos para trás outras tecnologias que hoje nos servem, e que amanhã serão consideradas obsoletas.

Chromecast, o que é ? vale a pena ?

Postado por Frede Mandu em 05/fev/2016 - Sem Comentários

Chromecast para quem não conhece, é um dispositivo que consegue reproduzir streaming de mídias digitais em TVs com entrada HDMI. Seu uso pode transformar de uma simples TV em uma SmartTV, através dele juntamente com um smartphone e uma conexão Wi-fi.

Com um preço inicial de US$ 35,00, o Chromecast se mostra com um valor bem acessível, e com uma finalidade um tanto quanto interessante, podendo transmitir vídeos, imagens, áudios e muito mais para a TV, transformando-a em uma verdadeira Televisão inteligente.

Chromecast, primeira e segunda geração

Após o sucesso do Chromecast, a empresa Google logo lançou seu sucessor, o Chromecast 2, mudando radicalmente seu visual e algumas de suas características.

Design

Primeira geração

O Chromecast em sua primeira geração possui uma design bem elegante, ao mesmo tempo que bem simples, lembrando muito os conhecidos pendrives. Possui um tamanho reduzido, facilitando sua portabilidade, de forma evitar aquela eventual bagunça em sua sala.chromecast

Segunda geração

A segunda geração por sua vez já possui um design inovador, sendo totalmente diferente de seu antecessor, perdendo aquela ideia de um pendrive robusto, parecendo agora mais com um disco. Sendo vendido em diversas cores, estando disponível em 3 cores para ser exato, vermelho, amarelo e preto; o novo Chromecast se mostra mais elegante, atendendo a diversos gostos, e seu formato e desenho lembra em muito a logo do Google Chrome.chromecast2

Energia/Consumo do Chromecast

Geralmente a entrada HDMI não consegue alimentar os seus dispositivos, por isso o Chromecast vem acompanhado de uma mini porta USB usada para alimenta-lo, e o seu cabo USB pode ser conectado diretamente em um porta USB da própria TV, ou se preferir usar a fonte de alimentação que o acompanha. O único intuito de se conectar o cabo USB na porta da TV é alimenta-lo, pois o Chromecast não transmite nada para TV por meio dessa conexão, somente transmite imagens (e outros)pela entrada HDMI.

Já a segunda geração, segundo vários sites, necessita do uso da fonte de alimentação para fornecer energia, não sendo suficiente a alimentação provida da porta USB das TVs.

O seu consumo de energia se mostra pequeno se comparar com outros dispositivos, mesmo a segunda geração não consome tanto a ponto de se tornar um problema.

Hardware vs Software

A primeira geração trazia um hardware, assim como um software modestos, porém que atendia bem as expectativas, podiam facilmente reproduzir streaming de vídeo e áudio em alta resolução e possuía uma conexão Wi-fi normal, a qual era usada para fazer streaming.

A segunda geração por sua vez veio um pouco diferente, dispondo de uma conexão Wi-fi dual band, em conexões sem fio 802.11ac, alterando entre 2,4 GHz e 5GHz sem problema algum, fazendo streaming mais rápido, também consegue reproduzir vídeos em uma resolução melhor que seu antecessor. Já a parte do software vem de parcerias com varias empresas tanto de jogos como de streaming, melhorando em muito a qualidade de seus serviços.

Custo Beneficio

Tanto a primeira como a segunda geração tiveram seu preço inicial de US$ 35,00 ou mais ou menos R$ 140,00 (na cotação atual), no Brasil possivelmente se encontre na faixa dos R$200,00.

Vale a pena comprar o Chromecast ? Depende, se você quiser uma SmartTv, porém não tem dinheiro suficiente para dispor, essa seria uma possível solução para transformar sua TV em uma, lembrando que a entrada HDMI na TV é um requisito.

Drone consegue mergulhar e se movimentar debaixo d’água

Postado por Frede Mandu em 01/fev/2016 - Sem Comentários

Os drones hoje podem ter seu uso para diversos fins, desde a área da agricultura, lazer, pesquisas, usos comerciais, etc, agora mais do que nunca; talvez essa seja uma fronteira a mais a ser ultrapassada e que traga consigo novas finalidades para seu uso.

A Universidade de Oakland, localizada no estado do Michigan, Estados Unidos desenvolveu em seu laboratório, um drone um tanto quanto singular, com a capacidade de se movimentar de baixo da água, esse drone se mostra promissor e talvez muito útil.

Com uma característica um tanto quanto diferente, esse drone inova e pode acabar por quebrar uma nova barreira. A possibilidade de se movimentar debaixo d’água faz com que ele se destaque e crie novas utilidades para esse tipo de equipamento.Loon Copter - o drone aquático

Loon Copter como é chamado, pode se movimentar facilmente debaixo d’água, tudo isso graças a um compartimento que se enche de água ajudando-o a submergir, e utilizando-se suas hélices para se deslocar, esse drone consegue façanhas extraordinários, como por exemplo virar a 90º dentro d’água, fazendo da hélices motores de polpa (assim como em barcos), podendo sair e entrar da água quando achar conveniente sem a necessidade de desligar suas hélices.

Principal uso para o drone aquático

O seu principal uso ainda não esta totalmente definido, porém pode-se imaginar que será para explorações dentro e fora d’água, buscas e salvamentos. O equipamento ainda não consegue transmitir vídeos, mas já pode grava-los para posterior analise.

Snapdragon 830 poderá suportar até 8 GB de memoria RAM

Postado por Frede Mandu em 23/jan/2016 - Sem Comentários

Apesar de sistemas como o Android, Windows Phone e outros terem requisitos mínimos bem modestos, e que dificilmente vemos Smartphones com mais de 2Gb de memoria Ram, sendo muito raro encontrar poucos com 4 GB, ainda sim, em um futuro talvez não muito distante, tenhamos requisitos nada convencionais. Pensando no futuro, a Qualcomm deve desenvolver logo logo o novo Snapdragon 830, que tem a premissa de suportar nada menos de que até 8 GB de Ram.

snapdragon, novo snapdragon 830

Apesar de um exagero para cenário atual, esses requisitos podem se tornar necessários em um futuro próximo, se levar em consideração as constantes atualizações do sistemas operacionais, assim como os aplicativos novos que surgem no mercado. Também há a possibilidade da Qualcomm estar de olho no mercado de portáteis híbridos, que mesclam tablets com notebooks, alguns até com Windows 10, versão PC; o que justificaria muito bem a necessidade de mais memoria.

Mesmo que para arquitetura ARM 2GB ou 4GB sejam hoje mais do que o necessário para usufruir o máximo do desempenho dos aplicativos e funções do sistema em portáteis, isso pode não se tornar verdade dentre alguns anos.

Nos EUA, pelo menos por enquanto o foco está no seu antecessor, o Snapdragon 820, cuja aparição deve ocorrer no final de fevereiro, já o Snapdragon 830 deve ficar somente para 2017.

Por enquanto fica apenas em rumores, e ai o que você acha ?

Li-Fi a conexão que pode ser 100 vezes mais rapido que o Wi-fi

Postado por Frede Mandu em 04/dez/2015 - Sem Comentários

Com uma proposta simples, transmitir dados por meio de luz, claro já existe a fibra óptica e já transcendemos o uso da transmissão dados por infravermelho, porém, diferente desses casos a luz seria provida de uma lâmpada não restringindo ou dificultando o acesso como no casos anteriores, muito parecido como funciona atualmente o Wifi.

Como funciona o Li-Fi ?

O Li-Fi é uma lâmpada inteligente que transmite seus dados ao se ligar e desligar, claro que tão rápido que nosso olhos nem irão perceber a lâmpada se desligar, mas aparelhos fotodetectores poderão detectar e receber esses dados. Trabalhando de forma muito parecida com o Wifi, o Li-Fi conseguiu atingir uma alta velocidades em testes, chegando a ser até 250 vezes mais rápido que o Wifi.

Li-Fi , lampada led trasmitira dados em alta velocidade

Lâmpada LED – imagem meramente ilustrativa

Li-Fi, ou “Light Fidelity” emprega luz provida de LEDs, pois lâmpadas comuns não resistiriam muito tempo oscilar entre ligado e desligado sem queimar, e enquanto o Wifi quase que chega ao seu limite o Li-Fi por sua vez ainda não atingiu seu potencial máximo. Porém nem tudo são flores, há vários problemas a serem resolvidos e que levará algum tempo.

Um problema, se é que pode ser considerado assim, é quantidade de pessoas que podem ser conectar por lâmpada, por enquanto é um pouco mais limitada que seu antecessor, outro problema seria o fato de diferente do sinal de rádio a luz não atravessa paredes, restringindo o acesso por cômodos da casa.

Aplicação do Li-Fi

Por mais óbvio que parece o uso domestico é um deles, porém não é o único a se beneficiar de tal tecnologia, a NASA por exemplo também estuda uma forma de usar a transmissão de dados por meio de luz como meio de comunicação entre planetas, claro que não será igual, mas o conceito sim é muito parecido.

O conceito de transmissão por luz já não é novo e possui diversas aplicações, desde a utilização em áreas com muita interferência de radiofrequência, ou até mesmo onde o uso R.F. seja restrito.

Leia mais sobre:

Ubuntu Touch finalmente chega ao publico

Postado por Frede Mandu em 24/ago/2015 - Sem Comentários

A empresa BQ (fabricante) anunciou recentemente em seu perfil do Google plus que já se pode fazer pedidos do seu novo modelo de Smartphone equipado com Ubuntu Touch, e felizmente o Brasil esta entre os países disponíveis para envio. O Ubuntu Touch finalmente chega ao publico e com essa noticia espera-se levar a maior aceitação desse novo S.O. mobile em um mercado tão hostil e concretizado como é o mundo dos portáteis.

Como o mundo da tecnologia esta em constante mudanças e transformações, não se pode ter certeza absoluta do caminho e tendência que um mercado igual ao dos portáteis pode tomar, porém quanto maior a disponibilidade de opções, melhor!

Apesar de inúmeras desculpas e atrasos, finalmente o sistema já esta disponível em um aparelho comercial, e apesar das configurações modesta (pros padrões atuais) dos modelos oferecidos e preços ainda poucos competitivos, só o fato de ser apresentado já faz com que ganhe seu destaque, ainda mais um Sistema derivado de uma das distro Linux mais renomadas do mercado.

Lançamento Ubuntu Touch, bq aquaris e5

Lançamento Ubuntu Touch

A empresa BQ já havia lançado seus Smartphones com Ubuntu Touch logo no começo desse ano (fevereiro), porém somente à algumas semanas que está disponível o envio para o Brasil (assim como outros lugares do mundo).

Configurações E4.5 e E5

O modelo disponível da empresa é Aquarius E4.5 e E5, ambos com 1 GB de ram e um processador quad-core (Cortex A7) de 1,3 GHz. A diferença entre um e outro esta na resolução, assim como o tamanho da tela,

E4.5

Com 4,5 polegadas, resolução de 540px x 960px, macera traseira de 8 mega pixel e frontal com 5MP, 8 GB de memória interna sendo expansível com cartão de memória SD de até 32 GB.

E5

Por sua vez a versão E5 possui uma tela de 5 polegadas, com resolução de 720px x 1280px, câmera traseira de 13 MP e frontal com também com 5 mega pixel e o dobro de memória interna da versão E4.5, com seus 16 GB interno também podendo ser expandido com cartão de memória de até 32 GB.

Fontes: Tecmundo, Gizmodo,

Brasileiros da tecnologia

Postado por Frede Mandu em 03/maio/2015 - Sem Comentários

Ser brasileiro não é fácil, muitos possuem o complexo de vira lata, famosa idolatria aos países mais desenvolvidos( alé complexo de inferioridade), realmente existem diversos países desenvolvido com índice de qualidade de vida melhor que o Brasil, não nego isso, mas o Brasil apesar de seus defeitos possui muitas qualidades, um deles é seu povo, isso mesmo, apesar de se auto criticarem, existem muitos jovens talentos, seja no automobilismo, na passarela, no futebol e até mesma na área da ciência/tecnologia e inovação.

Quem são os brasileiros da tecnologia ?

São vários os brasileiros que fizeram sucesso e servem de exemplo no mundo da área do empreendedorismo e principalmente da área de T.I., sendo grandes exemplos de conquistas

 

A menina do vale

Isabel Pesce, a menina que saiu do Brasil para estudar no MIT (Massachusetts Institute of Technology dos EUA), trabalhou na Microsoft, Google e logo depois fundou sua própria empresa conquistando seu espaço no vale do silício, um exemplo de sucesso e dedicação.

bel pesce

Instagram

Por essa muitos não imaginavam, pois é, o brasileiro Michel (Mike) Krieger, nascido em São Paulo foi um dos fundadores do Instagram, que logo após foi vendida para o criador do Facebook pela bagatela de 1 Bilhão de dólares. E você ainda pensando que brasileiro só “usa” redes sociais.

mike-krieger

 

Kinect

Algo tão interativo quanto o Kinect se deu origem de um projeto criado por Alex Kipman, curitibano que criou o projeto Natal (que mais tarde daria origem ao Kinect). Atualmente trabalha na Microsoft em diversos projetos, além de desenvolver softwares para outras empresas.

Kipman

Conteúdo para portáteis

Claro que existem diversos portais dessa categoria, porém nesse caso o sucesso veio da exploração desse nicho antes mesmo dele se firmar no mercado, Ron Czerny se aventurou em um mercado que era pouco explorado na época, fundando uma das primeiras empresas especializadas em conteúdo para dispositivos móveis.

czerny

Gerente mundial do Android

Muito usado e que caiu no gosto popular, o Android se firmou no mercado de sistemas para dispositivos móveis, mas que poucos sabem é que o cargo de gerente mundial do Android, responsável pelo sistema é um brasileiro. Hugo Barra estudou no MIT, sendo descoberto logo em seguida pela Google, onde fez carreira, e hoje é gerente mundial do sistema Android.

hugo-barra-android

 

Buscapé

Não é só fora do país que os brasileiros mostram seu potencial. O Buscapé é um serviço de busca de produtos, que hoje é um dos maiores modelos de negócios online do Brasil, criado por Romero Rodrigues em 1998, o Buscapé se tornou muito usado pelos brasileiros. Romero Rodrigues nasceu em São Paulo, e após perceber que não havia quase nenhum modelo de busca de produtos, resolveu fundar um empresa de garagem com esse foco em 1998 e que em 2009 foi vendida por mais de 300 milhões de dólares.

RomeroRodrigues

 

Existem diversos brasileiros que conseguiram seu lugar no mundo da tecnologia, mas o que a maioria deles tem em comum é a criatividade e muita dedicação, talvez essa seja a chave do sucesso!.

Celular modular, será essa uma nova tendência ?

Postado por Frede Mandu em 03/mar/2015 - Sem Comentários

Imagine a possibilidade de customizar ou fazer um upgrade em seu smartphone assim como é feito em PCs, essa é a ideia por traz dos smartphones modulares, claro que sempre haverá limitações, mas só isso já abre diversas portas e possibilidades. O mercado de portáteis tem crescido muito nos últimos anos, fazendo com que os smartphones ganhe notoriedade, e com um mercado em alta as inovações vem caminhando lado a lado.

A tecnologia modular será apenas mais um possível passo para o mercado de smartphones, talvez uma nova tendência, mas que ainda está engatinhando.

 

O que são smartphones modulares ?

smartphone/celular modular

Celular/Smartphone Modular – imagem meramente ilustrativa

A ideia é criar um smartphone totalmente customizável, podendo ser construído e alterado ao gosto do usuário, imagine querer uma câmera com uma resolução maior e para isso ter que trocar o aparelho inteiro, com a ideia aparelho modular o problema se resolve, sendo apenas necessário trocar o modulo da câmera. Com essa inovação será possível criar módulos que se adeque as necessidade de cada indivíduo, você terá aquilo que necessita e nada mais, consequentemente economizando.

Módulos de câmera, alto falantes, medidores de glicose, projetores, visão noturna e outros sensores dos mais diversos tipos, as possibilidades vão de acordo com a necessidade do mercado.

Um projeto em fase de desenvolvimento que tem conseguido grandes avanços é o “Project Ara” encabeçado pela empresa Google, o projeto visa desenvolver um celular modular extremamente customizável se adequando as necessidades de cada usuário.

 

Project Ara – Celular modular

O “Project Ara” é um projeto em desenvolvimento pela empresa Google, com intuito de criar um Smartphone modular, inicialmente era uma ideia da Motorola, porém após a compra da mesma pela Google, ela adquiriu a patente e deu andamento ao projeto.celular modular será nova tendência - projeto ara

Segundo a Google o primeiro smartphone modular da empresa esta previsto para o primeiro trimestre de 2015 e a empresa comercializara módulos de expansão para seu gadget, mesmo assim ela afirma que o smartphone poderá utilizar módulos de outros desenvolvedores além dela mesma, assim como já ocorre com outros produtos da empresa.

Leia mais sobre “Project Ara” em:

Caso essa tendência se cumpra, o celular modular será um grande passo para o mercado de smartphones, fazendo-os mais parecidos com computadores pessoais (PC), o que já estava ocorrendo.